E-commerce no Brasil: 11 dados importantes para o e-commerce no Brasil em 2021

Thomas J Law Anunciar e promover

14 minutos comentários

Você está por dentro dos dados e tendências do e-commerce no Brasil?

Com 2021 quase batendo na porta, é hora de começar a colocar a casa em ordem: reformular o plano de negócio da sua loja, escolher novos produtos para vender, otimizar as campanhas de marketing de conteúdo, avaliar se vale a pena investir na nova rede social do TikTok ou se é melhor continuar apenas no Facebook…

Para te ajudar a tomar as melhores decisões para o seu negócio online, a gente compilou 11 estatísticas e dados que mostram o crescimento do e-commerce no Brasil durante o ano tão atípico de 2020 – e fazem algumas projeções para 2021.

Vamos começar?

Descubra milhares de produtos para começar a vender online. Sem compromisso nem cartão de crédito.

Tenha Oberlo agora. É de graça.

Estatística sobre e-commerce no Brasil #1: Dados sobre o crescimento do e-commerce em 2020

Dados sobre o crescimento do e-commerce em 2020

O e-commerce sempre foi relativamente forte no Brasil, mas a pandemia da covid-19 serviu para consolidá-lo como uma peça-chave dentro do setor de varejo e compras.

Como o site Mercado&Consumo relata, diferentes fontes e pesquisas como Ebit-Nielsen, ABComm, ICVA Cielo, Compre&Confie e IBGE já estimam que o e-commerce brasileiro pode fechar o ano de 2020 com algo entre R$ 100 e 120 bilhões em vendas realizadas.

Para corroborar com esses valores, vale lembrar que um estudo realizado pela Fecomércio-SP indicou que a participação do comércio online nas vendas do varejo tradicional cresceu em 6 meses o mesmo que havia crescido nos últimos 6 anos.

Em outras palavras: As compras online já fazem parte do “novo normal” – e, com um número cada vez maior de brasileiros comprando pela internet, há oportunidades de sobra para quem quer pegar carona nessa onda de crescimento do e-commerce e começar a vender online.

Como o Oberlo pode te ajudar: Que tal dar uma olhada no nosso guia sobre como abrir uma loja virtual em menos de 30 minutos? É só clicar ali em “loja virtual”.

Se você precisar de um gerador de nomes para nomear a sua loja, a gente também tem uma lista completa com 26 opções.

Estatística sobre e-commerce no Brasil #2: Comércio eletrônico no Brasil responde por 12,6% das vendas do varejo

Estatística sobre e-commerce no Brasil #2: Comércio eletrônico no Brasil responde por 12,6% das vendas do varejo

Falando ainda sobre e-commerce e varejo tradicional, é importante lembrar que os dados que a gente mostrou aqui em cima impressionam – mas representam apenas uma pequena parcela do dinheiro movimentado e gerado pelo varejo todos os anos.

No entanto, a Pesquisa Mensal do Comércio, realizada pelo IBGE, apontou que em maio de 2020 o e-commerce brasileiro bateu uma marca inédita e passou a responder por 12,6% das vendas do varejo.

Em outras palavras: O varejo tradicional e as lojas físicas continuam fortes, mas há cada vez mais espaço para opções alternativas e novos modelos de vendas, como o dropshipping nacional e/ou internacional e o formato de impressão sob demanda.

Como o Oberlo pode te ajudar: O nosso guia completo sobre vendas online mostra como vender mais e melhor mesmo sendo um pequeno empreendedor.

A gente também tem um guia completo sobre como ganhar dinheiro na internet que pode tirar algumas dúvidas e te incentivar a dar o primeiro passo.

Estatística sobre e-commerce no Brasil #3 para site de e-commerce: pequenas empresas correspondem a 48,06% do comércio virtual

pequenas empresas correspondem a 48,06% do comércio virtual

Até o final de 2019, o percentual de pequenos negócios que não possuíam lojas online era estarrecedor – mas, com o baque causado pela pandemia, milhares de empreendedores brasileiros precisaram se adaptar ao mundo virtual em poucos dias para garantir um volume constante de vendas.

Não acredita? Bom, segundo dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, 1 loja online foi criada por minuto entre os meses de março e junho de 2020.

Pois é!

E tem mais: um levantamento realizado pela PayPal em parceria com a BigData Corp mostrou que, em agosto de 2020, o número total de lojas online no comércio eletrônico atingiu a marca de 1,3 milhões – um crescimento de 40,7% se comparado a 2019.

Como resultado, atualmente as lojas de pequeno e médio porte correspondem a 48,06% das lojas online do Brasil.

Falando ainda sobre o crescimento do e-commerce e as dificuldades enfrentadas pelos pequenos empreendedores, é importante destacar um outro problema: o nosso levantamento sobre pequenos negócios também indicou que, de acordo com o SEBRAE, 52% dos pequenos empreendedores brasileiros têm dificuldade para fazer a gestão financeira de suas lojas.

Se esse também é um problema para você, vale a pena buscar saber mais sobre como fazer um bom controle financeiro empresarial.

Em outras palavras: Sem uma loja virtual, a sua marca não vai conseguir se destacar.

Como o Oberlo pode te ajudar: Vale a pena conferir como criar e configurar uma landing page para atrair tráfego e gerar vendas.

A nossa outra dica é começar a configurar a identidade visual da sua marca, para que o site e as redes sociais da loja fiquem todos com a mesma aparência. Nessas horas, ter um logotipo exclusivo pode te ajudar bastante – e a gente tem uma lista com 13 opções para quem quer criar logo grátis.

Estatística sobre e-commerce no Brasil #4: Por que comprar online? 4 motivos que orientam as compras pela internet

Tá, a gente já sabe que comprar online acabou se tornando a alternativa mais prática em 2020. Com tanta gente em casa, se acostumando na marra ao teletrabalho e ao trabalho online, comprar pela internet era prático, rápido e descomplicado – mas e agora?

Com as medidas de flexibilização cada vez mais brandas e um número cada vez maior de pessoas retornando às suas rotinas de trabalho, como garantir que os consumidores continuem comprando online? E como manter a sua loja sempre otimizada para que eles tenham uma boa experiência de compra?

Para além da praticidade, também é necessário destacar 4 outros motivos que orientam a compra pela internet (e que são responsáveis, também, pelo crescimento do e-commerce no Brasil):

1. 97% dos brasileiros buscam informações online antes de realizar uma compra

Por que comprar online? 4 motivos que orientam as compras pela internet

O número, divulgado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas em parceria com a SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), indica que os brasileiros buscam informações nas lojas online antes de fazerem compras – sejam elas compras de alto valor, como smartphones e eletrodomésticos, ou mesmo de valor médio e baixo.

E, se você souber como otimizar a sua loja para que consumidores interessados encontrem os itens que estão buscando, e conseguir otimizar sua estratégia de precificação de produtos para que o valor seja atraente e competitivo, pode acabar garantindo a compra ainda durante a fase de pesquisa do cliente.

Você também pode dar uma calibrada nas suas páginas de produto para que a experiência de navegação do cliente fique mais descomplicada.

Não sabe por onde começar? Aqui vai uma lista com algumas sugestões:

2. 43% dos consumidores compram por impulso ou então não planejam suas compras

A pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas em parceria com a SPC Brasil também revelou um dado bastante importante para lojistas e empreendedores do e-commerce:

43% dos brasileiros não planejam suas compras, o que acaba gerando muitas compras por impulso.

Segundo os dados da pesquisa, 56% dos brasileiros compram por impulso quando encontram promoções e preços baixos; 36% depois de navegarem pelos sites das lojas; e 22% depois de receberem avisos de ofertas.

Em outras palavras: você pode aproveitar as nossas ideias de Black Friday marketing e propaganda Black Friday e tentar implementar ofertas e promoções exclusivas por tempo limitado, incentivando os clientes a comprarem novos produtos.

Também pode ser uma boa ideia investir na criação de uma newsletter da marca. Você pode usar o canal para comunicar ofertas, anunciar novidades e muito mais.

43% dos consumidores compram por impulso ou então não planejam suas compras

3. 70% dos consumidores desistem de comprar com uma marca se o serviço de atendimento ao cliente não for satisfatório

Você pode demorar meses para conquistar a confiança dos seus clientes – mas um passo em falso e, em poucos segundos, tudo pode ir por água abaixo.

É compreensível que 70% dos consumidores desistam de comprar com uma marca depois de terem uma experiência negativa com o serviço de atendimento ao cliente; afinal, eles buscam a ajuda da marca sempre que precisam resolver um problema referente ao pedido realizado.

Para você, talvez aquela compra seja só mais uma. Mas, para os seus clientes, é algo importante: é uma ocasião especial, pois eles estão gastando dinheiro na compra de um item que é importante para eles.

Em outras palavras: Como lojista, é seu dever atendê-los da melhor forma possível e garantir que eles estejam bem-informados quanto aos prazos de entrega, processos de troca e devolução e mais.

Quanto mais satisfeitos os seus clientes ficarem, maiores as chances de que eles voltem ao site da sua loja para realizarem novas compras.

4. No Brasil, 83% dos consumidores usam o WhatsApp para compras

No Brasil, 83% dos consumidores usam o WhatsApp para compras

Não é nenhum mistério que o WhatsApp é um dos apps mais populares do Brasil; a surpresa é que ele vem sendo cada vez mais utilizado para compras, e não só para a troca de mensagens privadas.

Uma pesquisa realizada pela Accenture e divulgada em agosto de 2020 mostrou que 83% dos brasileiros já usam o WhatsApp para comprar produtos e serviços.

Além disso, do número total de marcas que usam o WhatsApp, 74% são lojas e pequeno e médio porte – sobretudo nos nichos de roupas, cosméticos e alimentos.

Em outras palavras: Você precisa estar onde os seus clientes estão. O seu público-alvo usa o WhatsApp para fazer compras e se comunicar com a marca? Então é hora de criar um perfil comercial por lá.

Como o Oberlo pode te ajudar: Temos um guia completo sobre como montar uma lista de transmissão no WhatsApp, e algumas estatísticas bem interessantes sobre o WhatsApp comercial que podem ser úteis na hora de montar uma nova estratégia de vendas.

Estatística sobre e-commerce no Brasil #5 para mobile commerce: 91% dos consumidores compram via app em seus smartphones

Estatística sobre e-commerce no Brasil #5 para mobile commerce: 91% dos consumidores compram via app em seus smartphones

Uma pesquisa recente realizada pelo Panorama Mobile Time/Opinion Box indicou que, em agosto de 2020, o número de brasileiros que fazem compras via app ou sites em seus smartphones atingiu a marca de 91%.

É uma notícia incrível, especialmente para empreendedores que já acompanham o crescimento do e-commerce ou pensam em abrir uma loja virtual.

Sabe por quê?

Porque mostra que os consumidores estão cada vez mais confiantes nas lojas online, e cada vez mais dispostos a realizarem compras de forma descomplicada e intuitiva.

Em outras palavras: Se você conseguir oferecer uma experiência de compra simples e métodos de pagamento que são populares e bem-aceitos, vai conseguir atrair uma parcela maior de clientes.

Como o Oberlo pode te ajudar: Temos um post só sobre o Pix, o sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central. O Pix ainda é novidade, mas pode ser uma excelente solução para lojas de pequeno e médio porte.

Estatística sobre e-commerce no Brasil #6: uma experiência negativa em um site móvel reduz em 62% as chances de novas compras

Mais um dado relevante para quem está trabalhando com mobile commerce: de acordo com um levantamento realizado pelo Google e ainda inédito em português, uma experiência negativa com um site móvel pode reduzir em até 62% as chances de novas compras.

Em outras palavras: Não adianta só ter uma versão móvel do seu site. Você precisa ter uma versão totalmente compatível com dispositivos Android e iOS, e garantir que todos os recursos visuais e interativos estejam funcionando corretamente.

Como o Oberlo pode te ajudar: Temos uma lista com os melhores temas Shopify para lojas online. Esses temas já são otimizados para a versão móvel, e o processo de configuração e edição é tão simples que até quem não sabe nada de código e programação vai conseguir arrumar o site!

Além disso, a gente também tem uma lista com as 50 lojas Shopify mais inspiradoras.

Estatística sobre e-commerce no Brasil #7: 40% dos visitantes abandonam uma página que demora mais de 3 segundos para carregar

40% dos visitantes abandonam uma página que demora mais de 3 segundos para carregar

Outro dado importante para o mobile commerce: de acordo com um levantamento da Kissmetrics, 40% dos visitantes abandonam o site se ele demorar mais de 3 segundos para carregar.

Na batalha para garantir vendas pela internet, cada segundo conta. Se o site demorar demais para carregar, seus clientes vão buscar outros sites – levando o dinheiro deles para os grandes marketplaces ou mesmo para os seus concorrentes mais imediatos.

Em outras palavras: O seu site precisa carregar rápido – mais rápido, até, do que um piscar de olhos.

Como o Oberlo pode te ajudar: Se você já usa o nosso app para vender, é bem provável que a sua loja esteja hospedada na Shopify; por isso mesmo, vale a pena dar uma conferida no Relatório de velocidade da loja virtual.

O portal do Sebrae também tem algumas informações bem interessantes sobre o assunto.

Ainda temos 4 estatísticas sobre o crescimento do e-commerce no Brasil. Vamos continuar?

Estatística sobre e-commerce no Brasil #8: Taxa de conversão e-commerce

Estatística sobre e-commerce no Brasil #8: Taxa de conversão e-commerce

Uma loja com um alto movimento de tráfego diário é o sonho de qualquer lojista – mas, para ter bons resultados, o que importa não é o número de visitantes, e sim a taxa de conversão.

A taxa de conversão, afinal, representa o número de pessoas que de fato compram algo na sua loja depois de acessarem o site e serem contabilizadas como visitantes.

E, no e-commerce brasileiro, ela é bem baixa: segundo a DigiTalks, a taxa de conversão atual é de 1,33%.

Em outras palavras: A cada 1.000 pessoas que acessam a sua loja, apenas 13 vão de fato realizar uma compra.

Mas isso não significa que seja impossível realizar vendas online, né? A receita para o sucesso vai variar de acordo com as particularidades de cada loja, mas ela geralmente envolve preços competitivos, anúncios bem posicionados nas redes sociais, um branding de tirar o fôlego e uma proposta de valor realmente única.

Como o Oberlo pode te ajudar: A nossa lista com 12 ferramentas de automação de marketing traz algumas opções poderosas para quem está buscando recursos que permitam otimizar o envio de lembretes, e-mails e novidades.

Estatística sobre e-commerce no Brasil #9: Abandono de carrinho

Abandono de carrinho

Infelizmente, temos uma outra estatística um pouco desanimadora, mas importante para quem quer atingir um bom crescimento do e-commerce em 2021:

Atualmente, a taxa média de abandono de carrinhos nas lojas virtuais é de 77,73%. O número vem de um estudo realizado pela Barrilliance. Isso significa que menos de 23% dos consumidores que adicionam produtos ao carrinho de compras acabam concluindo o processo de checkout.

Mas existem algumas coisas que você pode fazer para reverter essa situação.

Uma das melhores estratégias é tentar convencer o cliente a realizar a compra, oferecendo um desconto exclusivo por tempo limitado ou então anunciando o produto nas redes sociais – como uma forma de reforçar a oferta que você havia feito inicialmente.

O mais importante, no entanto, é não demorar muito tempo para fazer isso; caso contrário, o cliente vai se desinteressar e acabar esquecendo da compra.

Em outras palavras: Você precisa otimizar o seu site de modo a transformar a experiência de compra mais atrativa para os clientes.

Como o Oberlo pode te ajudar: A gente tem algumas ideias que podem ser úteis na hora de reverter essa situação. Aqui vai uma lista com alguns recursos:

  • Avalie as suas configurações de direcionamento de campanhas no Facebook para Empresas e comece a testar algumas campanhas de retargeting;
  • Configure o Pixel Facebook no seu site para monitorar o comportamento dos visitantes e usar os dados coletados nas campanhas de retargeting;
  • Dê uma lida nos nossos guias sobre Facebook Ads e como anunciar no Facebook;
  • Verifique a possibilidade de implantar campanhas de cross-sell e upsell;
  • Ofereça prazos de entrega e fretes competitivos (talvez o ePacket seja uma opção interessante).

Estatística sobre e-commerce no Brasil #10: Email abandono de carrinho

Estatística sobre e-commerce no Brasil #10: Email abandono de carrinho

Além dos recursos que listamos aqui em cima, não podemos esquecer a melhor solução para reverter o abandono de carrinhos e contribuir para o crescimento do e-commerce: o envio de e-mails sobre o tema.

A afirmação vem de uma pesquisa da Moosend publicada aqui no Brasil pela ActiveCampaign, que afirma que a taxa média de abertura dos e-mails abandono de carrinho é de 45%. Só a título de comparação, a taxa de abertura de e-mails promocionais normais é de apenas 15%.

Além disso, o levantamento da Moosend também mostrou que 21% dos e-mails de carrinho abandonado são clicados – e, desses cliques, 50% resultam em compras recuperadas.

Nada mal, não é?

Em outras palavras: Você precisa criar uma boa campanha de e-mail marketing para conseguir converter os carrinhos abandonados.

Como o Oberlo pode te ajudar: Temos uma lista com algumas estatísticas que comprovam o potencial do e-mail marketing no processo de crescimento do e-commerce. Vale a pena conferir para entender melhor como o e-mail pode ser uma arma poderosa na hora de gerar vendas.

Estatística sobre e-commerce no Brasil #11: Produtos mais vendidos

Produtos mais vendidos no e-commerce brasileiro

Os produtos mais vendidos de 2020 foram afetados, claro, pelos meses da pandemia.

Segundo um levantamento realizado pela Compre&Confie, os nichos que mais se destacam no e-commerce brasileiro foram:

  • Alimentos e bebidas
  • Instrumentos musicais
  • Brinquedos
  • Eletrônicos
  • Cama, mesa e banho

Além disso, o Mercado Livre também liberou uma lista com alguns dos produtos mais vendidos na plataforma em 2020. Aqui vai:

  • Suplementos alimentares
  • Luzes e sistemas de iluminação
  • Fones de ouvido
  • Eletrodomésticos e acessórios
  • Camisetas e moletons
  • Ferramentas
  • Artigos de armarinho
  • Cosméticos e bem-estar

Como o Oberlo pode te ajudar: Aqui no blog você vai encontrar uma lista com 20 produtos vencedores que a gente lançou para a Black Friday. Eles podem servir de inspiração para o próximo ano.

Também vale a pena ficar de olho nas nossas Dicas Drop, que lançamos quinzenalmente. Sempre listamos um produto que tem vendido bem no nosso app, e também compartilhamos algumas dicas sobre marketing e precificação.

Crescimento do e-commerce no Brasil: o que podemos esperar para 2021?

Crescimento do e-commerce no Brasil: o que podemos esperar para 2021?

2020 foi o ano em que as compras online e o e-commerce entraram de vez na rotina dos brasileiros. Para 2021, podemos esperar um cenário mais competitivo – e, por isso mesmo, é essencial que a sua loja esteja preparada para mostrar a que veio.

Esperamos que as 11 estatísticas sobre o crescimento do e-commerce no Brasil possam te ajudar a começar o ano com o pé direito.

Boa sorte!

Se você ficou com alguma dúvida ou quer saber mais sobre o crescimento do e-commerce e as nossas tendências para 2021, é só deixar um comentário aqui embaixo.

E-commerce no Brasil: resumo

A seguir, um resumo com os dados que listamos no post:

  • A participação do comércio online nas vendas do varejo tradicional cresceu em 6 meses o mesmo que havia crescido nos últimos 6 anos.
  • Crescimento do e-commerce: o comércio eletrônico no Brasil responde por 12,6% das vendas do varejo.
  • Pequenas empresas correspondem a 48,06% do e-commerce no Brasil.
  • 97% dos brasileiros buscam informações online antes de realizar uma compra.
  • 43% dos consumidores compram por impulso ou então não planejam suas compras.
  • 70% dos clientes desistem de comprar com uma marca se o serviço de atendimento não for satisfatório.
  • No Brasil, 83% dos consumidores usam o WhatsApp para compras.
  • 91% dos consumidores compram via app em seus smartphones.
  • Uma experiência negativa em um site móvel reduz em 62% as chances de novas compras.
  • 40% dos visitantes abandonam uma página que demora mais de 3 segundos para carregar
  • A taxa média de conversão no e-commerce é de 1,33%.
  • A taxa média de abandono de carrinhos nas lojas virtuais é de 77,73%.
  • A taxa média de abertura dos e-mails abandono de carrinho é de 45%.

 


Quer saber mais?

Thomas J Law
Thomas J Law
Thomas is a B2B content writer specializing in SaaS, ecommerce, and digital marketing. To learn more about how Thomas can help you achieve your goals, visit his website at tomjlaw.com.