Como trabalhar com e-commerce em 2021? Eis a questão… Mas nós temos algumas respostas!

Se você chegou até aqui, provavelmente está lendo inúmeros textos e tutoriais que comentam as dificuldades (e os benefícios) de realizar vendas online.

E é bem provável que tudo o que você tenha lido até agora seja verdade: afinal, o mundo do e-commerce é extremamente competitivo, e pode ser desafiador até mesmo para os empreendedores mais experientes.

Uma coisa, no entanto, parece ser consenso entre aqueles que passam longe e aqueles que já desbravaram o universo do e-commerce: abrir uma loja virtual e descobrir o que vender na internet é uma experiência única.

Muitos empreendedores que querem saber como trabalhar com e-commerce também se perguntam sobre quais produtos para vender com pouco dinheiro. O fazem porque estão atrás da liberdade máxima oferecida pelo e-commerce: a possibilidade de vender para além das fronteiras e limites da sua cidade ou país – sem precisar sequer sair do conforto de casa! E, claro, ter a tão sonhada renda extra no final do mês.

No mundo do e-commerce, afinal, pessoas dos quatro cantos do mundo se transformam em clientes em potencial.

Mas… Por onde começar? E como trabalhar com e-commerce em 2021?

Bom, por mais que não exista uma receita fixa para o sucesso, nós temos algumas táticas bem simples que podem ajudar você nessa nova jornada. E todas elas giram em torno de uma pergunta simples, porém relevante: como ganhar dinheiro na internet?

Vejamos, então, tudo o que você precisa saber sobre como trabalhar com e-commerce.

A vida é curta demais para deixar para amanhã. Que tal começar a trilhar seu próprio caminho em direção ao sucesso?

Criar conta

Você já parou para pensar como seria a nossa vida sem a internet? Sem e-mails, sem vídeos de gatinhos, sem Instagram, sem poder realizar compras a qualquer hora do dia…

Pois é. É justamente por isso que vender na internet é tão positivo.

Na nossa realidade ultra conectada, o e-commerce já é mais do que um recurso de vendas: é um dos pilares mais lucrativos do mundo virtual. E, longe de ser um mercado saturado, é um que pode ser bem lucrativo – se você descobrir o que vender na internet, souber investir no seu nicho e também ter um bom controle financeiro empresarial.

Vejamos, então, mais alguns elementos que respondem à nossa primeira pergunta: como trabalhar com e-commerce?

1. Liberdade e mobilidade

vendas online

Eu não queria ser a pessoa a fazer isso, mas vamos lá: se você quer saber como trabalhar com e-commerce, esqueça aquela imagem idealizada de tirar férias e não precisar levar notebooks para trabalhar. Pelo menos durante os dois primeiros anos de operações da sua loja.

Trabalhar com e-commerce é mais do que um trabalho – é um estilo de vida –, você precisará se dedicar com afinco à rotina e às tarefas de um empreendedor.

Não basta só procurar produtos para sua loja; é necessário entender o público-alvo de cada produto, saber se aquele item pode ser incorporado à marca e como ele pode ser anunciado. Também é preciso avaliar os prós e contras do mercado, saber interpretar as tendências de cada setor e estar por dentro das estatísticas sobre pequenos negócios.

A verdade é que, na maioria das vezes, o empreendedorismo pode significar ter que trabalhar nos finais de semana, nos feriados mais importantes ou até mesmo em horários não convencionais.

A única diferença é que você pode viver como um nômade digital e trabalhar pela internet – e no ritmo que você quiser.

Você pode trabalhar da praia ou no jardim da sua casa de infância; o lugar não importa. Basta ter uma conexão Wi-Fi, um notebook ou um bom smartphone para tocar sua loja virtual.

2. Como trabalhar com e-commerce: dá para começar mesmo sem dinheiro no bolso

O grande diferencial do mundo virtual é a possibilidade de abrir uma loja ou empresa sem grandes investimentos e com pouco capital.

É claro que o valor real de investimento vai depender do tipo de loja que você quer abrir e do que comercializar na internet; contudo, vale destacar que, se você quer saber como trabalhar com e-commerce, o dropshipping é sem dúvidas um modelo de negócios interessante.

Como os custos de operação de uma loja de dropshipping são significativamente mais baixos do que vemos por aí – você pode hospedar o site em plataformas como Shopify e Oberlo, anunciar pelas redes sociais e começar a ganhar dinheiro pelo Instagram e Facebook em apenas alguns dias – o modelo é uma das melhores ideias para vendas online.

3. 24 horas por dia, 7 dias por semana

vendas online 24/7

Outro grande benefício totalmente exclusivo do e-commerce é o fato de que você pode, literalmente, ganhar dinheiro enquanto dorme.

O motivo é simples: as lojas físicas só podem vender durante os seus horários de funcionamento. Por mais que tenham um produto totalmente exclusivo, elas só conseguem lucrar durante algumas poucas horas ao longo do dia.

O empreendedor que decide trabalhar com e-commerce, no entanto, não precisa restringir as operações da sua loja virtual: ela pode funcionar 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Pode até parecer meio contra intuitivo, mas, se você conseguir construir uma boa loja virtual e souber investir num bom serviço de atendimento ao cliente, poderá deixar a loja funcionando sozinha – e aparecer apenas para atualizar produtos, responder dúvidas de clientes e renovar campanhas de marketing.

É por isso mesmo, aliás, que um e-commerce pode ser também uma excelente fonte de renda extra: com um serviço de gerenciamento automatizado de estoque e um plano de marketing realmente robusto, o seu e-commerce pode gerar um número satisfatório de vendas online sem grandes esforços da sua parte.

Legal, então agora você já viu o básico sobre como trabalhar com e-commerce e está começando a ficar mais empolgado com a ideia.

Como trabalhar com e-commerce e encontrar produtos

Encontrar o produto ideal não é uma tarefa fácil, mas também não precisa ser um bicho de sete cabeças. E, se você está atrás de dicas práticas para desvendar o mistério de como trabalhar com e-commerce, anote esta: muitas vezes, é só uma questão de saber onde procurar.

1. Siga as tendências para definir o que vender 

Na hora de encontrar produtos para sua loja, uma das melhores estratégias é simplesmente ouvir o que os seus clientes têm a dizer: por isso mesmo, pode ser uma boa ideia consultar listas de produtos mais vendidos, relatórios de tendências, hashtags do Instagram e outros conteúdos de curadoria que mostrem ideias de produtos.

Não sabe por onde começar a sua pesquisa? Consulte marketplaces e os sites dos gigantes do varejo online, como a Amazon, o Mercado Livre ou mesmo o eBay, que regularmente lançam listas com os sucessos de vendas online.

Ao avaliar os produtos dessas listas, tente identificar possíveis tendências ou fatores que se repitam em dois ou mais produtos: cores, formatos, tecidos e por aí vai. No e-commerce, o segredo para saber como vender na internet muitas vezes é simplesmente saber adiantar as possíveis tendências das grandes lojas – e anunciar produtos similares.

A próxima etapa de como trabalhar com e-commerce? Escolher produtos com potencial de lucro, é claro.

2. Como trabalhar com e-commerce: estabeleça boas margens de lucro

vendas online: margem de lucro

No final do dia, o fator mais importante do como vender online é o quanto de dinheiro você está lucrando – e a melhor maneira de garantir um bom rendimento é estabelecendo boas margens de lucro.

Nesse sentido, definir o que vender numa loja online é um passo crucial para garantir bons lucros ao final do mês. Lembre-se de que a margem bruta de lucros para as vendas de um e-commerce costuma ficar em torno de 40%, mas o valor real pode variar de acordo com o seu produto e nicho.

Algumas das táticas mais comuns para a maximização de lucros incluem a implementação de estratégias de marketing – como, por exemplo, o marketing de segmentação – que destaquem os produtos mais populares da loja.

Outra dica importante: você pode usar a nossa Calculadora de tráfego para determinar as suas próximas estratégias de marketing!

Vejamos, a seguir, outra dica importante para iniciantes no mundo do e-commerce.

3. Inspire-se nas histórias de quem entende tudo sobre como trabalhar com e-commerce

Você não precisa reinventar a roda para ter sucesso no mundo do e-commerce. Se a sua ideia é ganhar dinheiro em casa, por que não dá uma olhadinha naquilo que já foi vendido e fez sucesso?

Confira este artigo com as 50 lojas mais inspiradoras e bem-sucedidas da Shopify e assista também aos vídeos em nosso canal no YouTube: são mais de 20 histórias de sucesso que te inspiram e oferecem respostas ao questionamento "como trabalhar com e-commerce?".

Lembre-se: não fique desmotivado só porque outros empreendedores estão vendendo os mesmos produtos que você. O mundo do e-commerce é grande o suficiente para todos.  

Como trabalhar com e-commerce: um caminho para o sucesso

Ufa! Enfim chegamos ao ponto mais prático deste artigo: ideias concretas sobre como trabalhar com e-commerce em 2021.

1. Utilizar gateways de vendas online

Quando falamos em gateways, estamos falando de plataformas como a Amazon, o Mercado Livre e o eBay; plataformas que, como outros recursos do e-commerce, possuem os seus prós e contras.

O maior pró de todos é que vendes nesses gateways poderá ser incrivelmente lucrativo pelo simples fato de que eles já contam com um número impressionante de clientes fidelizados.

Se você acabou de abrir a sua loja, a situação pode ser especialmente interessante, já que você não precisará investir uma elevada quantia logo de cara em estratégias de fidelização de clientes e, de quebra, poderá usar a plataforma para testar novos produtos.

O segredo é saber quando fazer a transição para uma loja virtual própria.

Por mais que seja interessante trabalhar com marketplaces, não podemos esquecer o fato de que esses gigantes do varejo muitas vezes trabalham com um sistema de comissões: sempre que você realizar uma venda, precisará pagar um percentual para o site.

E, como trabalhar com e-commerce já é um processo que pode gerar poucos lucros durante os primeiros meses de operação, a probabilidade de que você acabe no prejuízo é bastante alta.

Além disso, por mais que seja um pouco tranquilizador saber que pode contar com o alto número de clientes fidelizados de um marketplace, o próprio modelo da plataforma faz com que a criação de uma identidade própria para a marca e o engajamento de clientes seja particularmente difícil.

Como o processo de compra e venda é inteiramente mediado pela plataforma, você também não conseguirá o endereço de e-mail dos clientes e nem outros dados importantes sobre eles para implementar novas campanhas de marketing.

2. Vender na internet sem estoque físico

Plataformas como o Oberlo e a Shopify simplificaram – e muito – o processo de criação de uma loja virtual: com períodos de teste gratuitos e centenas de ferramentas e apps e recursos exclusivos, esses sites podem ajudar você a começar a vender online em poucos dias.

E, na hora de decidir o que vender, pode ser uma boa ideia considerar o modelo do dropshipping: um modelo de negócios de baixo investimento inicial, que elimina a necessidade de estoques físicos.

Em outras palavras: você pode trabalhar com e-commerce e construir um pequeno império do e-commerce diretamente do conforto da sua casa, sem precisar ter que arcar com os custos de um escritório e de um espaço de armazenamento. Ou seja, é mais fácil ganhar dinheiro com o dropshipping.

É claro que, como tudo na vida, o dropshipping não é um modelo perfeito: estamos vendo um crescimento exponencial de novos empreendedores e lojistas que, quando se perguntam sobre como trabalhar com e-commerce, optam por adotar o dropshipping. Então é melhor você fazer a sua lição de casa para entrar na arena devidamente preparado.

Como trabalhar com e-commerce: resumo

  • Trabalhar com e-commerce é mais do que um trabalho – você precisará se dedicar muito às tarefas de um empreendedor;
  • É necessário entender o público-alvo de cada produto, avaliar os prós e contras do mercado, saber interpretar as tendências e estar por dentro das estatísticas;
  • O e-commerce é também uma excelente fonte de renda extra, pois a loja funciona 24/7 mesmo sem grandes esforços;
  • Garanta um rendimento satisfatório ao estabelecer boas margens de lucro;
  • Ao optar pelo dropshipping, os riscos são reduzidos e a possibilidade de lucros é ainda maior.

 


Quer saber mais?