Saiba como a pandemia do COVID-19 vai impactar o dropshipping.

Brand awareness: como construir uma marca poderosa

A Coca-Cola é, sem sobra de dúvidas, o maior exemplo de brand awareness do mundo empresarial. Até quem não gosta do refrigerante sabe identificar num piscar de olhos o logotipo da marca, as cores utilizadas na identidade visual e o formato clássico da tradicional garrafinha de vidro.

É por isso que tantos estudantes de publicidade e design estudam a história da marca – e aprendem, desde cedo, a utilizar aquele logotipo clássico e icônico como inspiração: num mundo com tantas mudanças e inovações, a Coca-Cola consegue se manter popular sem precisar mudar a receita.

O problema é que a Coca-Cola também não é lá um exemplo muito próximo da realidade: a marca já tem 125 anos de idade, vale mais de US$ 190 bilhões e, segundo o LinkedIn, tem mais de 63 mil funcionários.

Números impressionantes que, infelizmente, a sua loja ainda não tem.

Para ajudar você a chegar lá, vamos conversar um pouco sobre como gerar brand awareness para a sua marca.

  • Primeiro, vamos destacar alguns elementos e conceitos importantes na hora de construir uma boa estratégia de marca;
  • Em seguida, vamos encontrar as respostas para a pergunta “Como aumentar o brand awareness?”;
  • Por último, vamos compartilhar algumas dicas de brand awareness feitas sob medida para lojas virtuais como a sua.

Ao longo do post, você também verá alguns exemplos de marcas que estão mais próximas da sua realidade de empreendedor do que a Coca-Cola.

O que é brand awareness?

Brand awareness, também conhecido como consciência de marca ou reconhecimento de marca, nada mais é do que uma estratégia que ajuda marcas e empresas a cultivarem reconhecimento e popularidade entre o público-alvo.

Dentre as formas e canais mais comuns para esse cultivo, destacamos a troca de mensagens, o design do site, a presença nas redes sociais e as mensagens que compõem campanhas publicitárias. Nesse sentido, a ideia de brand awareness está bem próxima da noção de branding – embora, como veremos, os dois termos não sejam sinônimos.

Em outras palavras: o brand awareness é simplesmente garantir que as pessoas saibam que a marca existe e, de preferência, o que ela vende (ou os serviços que presta). Parece simples, mas na prática a coisa pode ser um pouco mais complicada.

Qual é a diferença entre brand awareness e identidade da marca?

Se brand awareness significa reconhecimento de marca, como podemos definir a noção de identidade da marca?

A identidade da marca está ligada aos elementos que as pessoas associam à marca. Nesse sentido, se o brand awareness significa fazer barulho para fazer com que os clientes saibam que a marca exista, a identidade da marca é a noção que guia a produção dos conteúdos desse barulho.

Vejamos um pequeno exemplo.

Esse comercial da Mon Bijou já tem alguns anos, mas a mensagem é clara: a marca estava se reinventando e, para isso, buscou o ator Carlos Moreno – conhecido como ícone dos comerciais antigos para produtos de limpeza – e o galã Reynaldo Gianecchini, então no auge de sua carreira como artista de novelas.

Dessa forma, a marca conseguiu atrair o público mais velho, que lembrava dos comerciais clássicos do Moreno, e o público jovem, que acompanhava o trabalho do Gianecchini.

A mensagem passada, portanto, é de que a Mon Bijou se mantém durante as gerações: é um produto confiável, uma presença sempre constante nos lares brasileiros.

Como medir e avaliar o desempenho das estratégias de brand awareness e identidade da marca?

Sem o auxílio de pesquisas detalhadas de mercado, pode ser difícil avaliar corretamente o desempenho das campanhas criadas para gerar brand awareness e otimizar a identidade da marca.

E também não dá para simplesmente rodar um teste rápido de brand awareness no Google Analytics, porque isso não vai funcionar.

Contudo, é possível medir o desempenho dessas atividades de outra forma: analisando os dados gerados pelo site e pelos posts nas redes sociais. Se o número de visualizações de página e o número de impressões gerados a partir dos canais utilizados na sua estratégia de branding computarem um aumento significativo, é possível que algo esteja dando certo.

Outra opção é recorrer a ferramentas como o Google Alerts, que permite identificar o que andam falando sobre a marca na internet, e o Mention, que monitora a presença da marca nas redes sociais.

É verdade que nem toda impressão, compartilhamento ou menção pode ser diretamente atribuída aos esforços de brand awareness; no entanto, esses elementos não só podem como devem nortear os futuros desdobramentos da sua campanha de reconhecimento de marca.

Outra coisa que vale a pena observar é exatamente quais mensagens e conteúdos estão ajudando a aumentar o brand awareness da marca, para que você possa então descartar aqueles elementos que não estão gerando bons resultados.

Vamos supor que você quer que a marca seja reconhecida por ser descolada e descontraída – mas os seus anúncios publicados no Facebook mostram que, na verdade, as mensagens sobre a qualidade do produto estão convertendo melhor do que aquelas que transmitem essa imagem de descontração.

Nesse caso, você pode simplesmente abandonar a estratégia de branding para uma marca descontraída e investir no grupo de anúncios que está de fato gerando bons resultados – ou então pode reformular o tom e a mensagem dos anúncios que não estão convertendo.

Outra coisa que você deve ter em mente é o fato de que as vendas também podem impactar diretamente os esforços de brand awareness e identidade da marca, pois, tal como a geração de tráfego orgânico e as menções nas mídias sociais, as vendas tendem a aumentar se a estratégia de brand awareness for implementada corretamente.

Isso é ótimo, mas não podemos nos esquecer que a venda não é o ponto final da trajetória – e sim o ponto intermediário.

Com uma venda nas mãos, você pode enviar e-mails promocionais para o cliente, informá-lo sobre o seu programa de fidelidade ou convidá-lo a se cadastrar para receber a newsletter da loja.

Ou seja: com a venda, aquele cliente é fidelizado e passa a fazer parte do ecossistema da loja. E, quanto mais pessoas você conseguir fidelizar, maior será o alcance do brand awareness da loja.

Ok, então já ficou claro que dá para medir e avaliar os resultados de uma estratégia de brand awareness, e também ficou claro que realizar vendas é super importante.

Mas… Como gerar brand awareness? Como fazer isso tudo funcionar na prática?

A seguir, algumas dicas e tipos de brand awareness que mesmo empreendedores novatos podem implementar.

Como aumentar o brand awareness? 6 dicas importantes

1. Identificar os pontos fortes e as particularidades da marca

Se brand awareness significa o reconhecimento da marca, pergunte a si mesmo:

O que faz a sua marca ser reconhecida?

O primeiro passo para construir a identidade da marca é identificar aquilo que faz a sua marca ser diferente das outras. Vale a pena conferir o que os seus concorrentes andam fazendo, como eles definem suas lojas e também como identificam os valores de cada marca.

A Maria Tangerina é um excelente exemplo de que você não precisa embelezar demais a história da marca se ela for realmente especial. Na página “Sobre Nós”, a marca conta as suas origens – uma empreendedora que caminhava sozinha –, explica os valores que guiam a produção ética e sustentável dos produtos e reconhece o coletivo que ajudou a construir a história da marca: o Cardume de Mães.

A marca também alimenta um blog no qual compartilha notícias, eventos e ideias relacionadas aos conceitos de slow fashion, consumo consciente e minimalismo – três palavras-chave que descrevem totalmente a ideia por trás da Maria Tangerina.

2. Ser consistente com o branding

Toda e qualquer chance de interagir com clientes em potencial é extremamente valiosa; por isso mesmo, é importante que você mantenha uma identidade constante em todas as redes sociais e canais de vendas nos quais a marca está inserida. Caso contrário, você não conseguirá gerar brand awareness e as pessoas não conseguirão identificar a identidade e os valores da marca.

Isso significa que as mensagens enviadas precisam ser consistentes – não só via e-mail, mas também no site da loja, no Instagram, no Facebook, no Pinterest e em qualquer outro canal utilizado.

Se, por exemplo, a identidade da sua marca está baseada na ideia de que os produtos anunciados são divertidos e de fácil utilização, essa mensagem precisará ser levada para todos os canais utilizados pela loja.

Dessa forma, o brand awareness estará otimizado para os dois cenários abaixo:

  • Um cliente em potencial encontra um anúncio ou post da loja e vê que ela cabe dentro da ideia de uma marca divertida e simples;
  • Graças a uma combinação de estratégia de publicidade e sorte, um cliente em potencial recebe os anúncios da loja em diversos canais e redes sociais – e, como esses anúncios são criados para construir uma narrativa e não atrapalhar a experiência de navegação do cliente, a marca é favorecida e a jornada de compra, iniciada.

A marca de óculos Zerezes tem uma imagem consistente em todos os canais e mídias utilizados, o que contribui (e muito) para aumentar o brand awareness da loja.

Mesmo durante o carnaval, que viu o lançamento de uma coleção especial de óculos de sol, a campanha publicitária manteve o tom minimalista e refinado:

O mais legal é que a marca consegue manter a seriedade mesmo em outros canais. Vejamos, por exemplo, o feed da Zerezes do Instagram:

O espaço para assinar a newsletter da marca também é chique, simples e elegante:

O resultado? Não importa o espaço ou rede social no qual você encontrar a Zerezes, a mensagem será sempre a mesma – algo que contribui para aumentar os níveis de brand awareness da marca.

3. Criar uma identidade ou imagem positiva

Brand awareness pode significar coisas diferentes para marcas diferentes: para algumas, é a ideia de construir uma empresa sustentável; para outras, pode ser uma ponte para se aproximar do cliente com uma mensagem mais próxima da realidade desse público-alvo, usando para isso uma linguagem cheia de gírias e modismos.

Uma coisa, no entanto, é certa: nenhuma marca vai construir uma estratégia de brand awareness a partir de uma mensagem negativa. Afinal, já existe tanta coisa ruim acontecendo no mundo que a última coisa que os seus clientes querem é encontrar mais negatividade durante a experiência de compra.

Isso não quer dizer que a sua estratégia de branding tenha que incluir poemas, frases motivacionais e emojis de coração em todos os cantos – mas sim que a sua marca deve ajudar as pessoas a se sentirem bem.

A Sobrebarba é um bom exemplo de como é fácil criar uma marca positiva, que ajude os clientes a se sentirem bem consigo mesmos (e com a compra realizada).

Os produtos da marca são voltados para barbas – e qualquer homem que já tentou deixar a barba crescer sabe que elas requerem uma manutenção diária que não é para qualquer um: é necessário comprar pentes, pomadas, shampoos e cremes especiais para que os fios não fiquem ressecados e danificados.

A Sobrebarba consegue transformar esse lado meio negativo num ponto inicial para introduzir novos produtos, criando uma experiência que é totalmente positiva. No lugar de se concentrar nos pontos negativos como uma espécie de impedimento, os clientes podem olhar para isso como uma espécie de solução: “É, eu tenho a pele oleosa é isso mesmo que acontece com a minha barba. Acho que vou testar esse produto”.

Outra coisa super legal da Sobrebarba é a iniciativa com a reserva Uatumã, na Amazônia:

E se formos dar uma conferida no perfil da marca no Instagram, veremos que a mensagem na bio é consistente, simples e atraente.

Dê uma olhadinha no branding das suas marcas favoritas: você vai perceber que a mensagem é sempre positiva – ou, ao menos, não é totalmente negativa.

4. Construir uma página “Quem Somos”

A bios do Instagram, do Facebook e do Twitter são espaços limitados para otimizar o brand awareness, pois não há caracteres suficientes para uma mensagem muito longa.

Uma alternativa é criar a página “Quem Somos” no site da loja (essa página também pode se chamar “Sobre Nós”, “Sobre” ou algo do tipo) e transformá-la em um espaço de destaque do site.

Use esse espaço para contar a história da marca, explicar o que faz a loja ser diferente e compartilhar um pouquinho mais sobre os valores que movem você e os outros funcionários.

A Lapupa, uma loja de sapatos femininos customizados, tem uma página “Sobre” que é absolutamente incrível.

5. Usar o nome, o logo e a URL da marca para aumentar o brand awareness

Lembra que ali em cima a gente comentou como era importante que o site da loja, os perfis da marca nas redes sociais e a newsletter enviassem uma mensagem consistente? Pois é, o mesmo vale para a URL, o logotipo e o nome da empresa.

O ideal é buscar um nome que já não esteja sendo usado por outra empresa, ou uma URL que não pareça uma cópia de outra marca já estabelecida. Também é importante tentar fazer com que todos os nomes de usuário, o logo e a URL tenham o mesmo nome ou a mesma palavra que identifica a loja, pois isso contribui para gerar brand awareness.

A Grão de Gente, loja que trabalha exclusivamente com os nichos de gestantes, recém-nascidos e crianças pequenas, é o melhor exemplo de como a consistência visual pode ajudar no brand awareness.

Além do nome, que já é super diferente e legal, o logo é simples e remete ao mundo infantil:

O nome da marca nas redes sociais, como Instagram (graodegente) e Facebook (@graodegente), também é totalmente padronizado e idêntico ao nome oficial da loja, o que facilita na hora de buscar a loja nesses canais.

O conteúdo também é sempre constante:

6. Saber quem é o seu público-alvo

Uma outra dica super importante – afinal, se você não sabe quem é o seu público-alvo, não vai conseguir criar estratégias de brand awareness que de fato gerem resultados.

Antes de começar a estipular os parâmetros de branding, portanto, é essencial que você defina (e defina muito bem) quem é o seu público-alvo.

Se você já possuir uma loja e estiver cogitando a possibilidade de um rebranding, pode ser uma boa ideia convidar alguns dos seus clientes mais antigos para uma conversa e pedir que eles avaliem o novo logo e outros recursos visuais da marca.

O fator crucial do rebranding é garantir que os clientes ainda possam identificar a marca mesmo com uma nova identidade visual.

Um dos melhores exemplos de rebranding consistente é o do Instagram, que deu uma repaginada total e ainda conseguiu manter o elemento central do logo: uma máquina estilo Polaroid.

Fonte: Feijão com Arroz

A Mastercard, no entanto, optou por um rebranding mais leve, que teve como objetivo principal remover o nome da marca: um caso no qual o logotipo é tão bom que ele é imediatamente reconhecido pelo público-alvo.

Como aumentar o brand awareness de uma marca: conclusões

Construir uma marca é um processo demorado, pois requer paciência, investimento e muito trabalho. No entanto, é possível obter bons resultados com uma estratégia de brand awareness baseada nas dicas que compartilhamos neste post.

Retomando, então, alguns pontos principais da nossa conversa:

Como aumentar o brand awareness?

Identifique os pontos fortes e as particularidades da marca

Você já compete de maneira acirrada com os concorrentes quando o assunto é preço, visibilidade e publicidade; não precisa competir também na hora de aumentar as métricas de brand awareness.

Identifique aquilo que torna a sua marca diferente e única e trabalhe a partir daí.

Seja consistente

É importante saber explorar toda e qualquer chance de interação com os seus clientes. Faça com que os seus canais sejam sempre consistentes, tanto no conteúdo como nos elementos visuais: redes sociais, newsletters, e-mails…

Crie uma identidade ou imagem positiva

Existem diversos motivos que podem motivar uma pessoa a decidir não comprar na sua loja, mas você não pode deixar que a identidade da marca seja um deles.

Por isso mesmo, é importante que você inclua uma mensagem positiva na descrição dos produtos, nos anúncios e nos conteúdos do blog da marca.

Construa uma página “Quem Somos”

A página “Quem Somos” pode ser totalmente customizada de acordo com as particularidades da loja, e é muito mais completa do que aquela pequena bio que vemos nas redes sociais.

Use o nome, o logo e a URL da marca para aumentar o brand awareness

Esses elementos todos fazem parte da sua marca e podem ser recursos úteis na hora de potencializar o brand awareness da loja.

Ficou com alguma dúvida sobre como aumentar o brand awareness? Fale com a gente pelos comentários aqui embaixo!

Quer saber mais?

Nós usamos cookies para proporcionar uma experiência de navegação otimizada. Pedimos que clique no botão Aceitar para que possamos continuar a personalizar os conteúdos exibidos. Para mais informações, consulte a nossa Política de Privacidade.

Recusar