Saiba como a pandemia do COVID-19 vai impactar o dropshipping.

Análise SWOT/FOFA: um guia completo com exemplos do mercado

Você está usando uma análise SWOT/FOFA como base para projetar o crescimento da sua loja virtual?

Se a resposta for negativa, vale a pena reconsiderar.

A análise SWOT (ou FOFA, em português) é uma maneira extremamente eficiente de identificar

  • os pontos positivos da sua loja;
  • onde e como é viável expandir a marca;
  • os elementos e processos que precisam ser otimizados;
  • os pontos negativos da loja, que podem acabar trazendo prejuízos no futuro.

Além disso, a análise SWOT também pode ajudar você a minimizar os riscos ou pontos negativos associados a uma determinada tarefa. É o que acontece, por exemplo, na hora de montar um plano de negócios para a marca: com uma análise SWOT em mãos, fica mais fácil identificar as possíveis brechas de uma estratégia.

E quer saber a melhor parte?

Você não precisa investir muito dinheiro e nem muito tempo para fazer uma análise SWOT. Além de ser um processo simples e rápido, é uma estratégia que pode beneficiar – e muito – a sua loja.

Hoje, então, vamos discutir em detalhes o que é SWOT (ou FOFA), qual o objetivo da análise SWOT e, claro, também vamos mostrar como fazer análise SWOT. Este post conta ainda com alguns exemplos práticos e modelos concretos para você utilizar no seu e-commerce.

Vamos começar, então, pelo início: O que é SWOT?

O que é análise SWOT?

Em inglês, SWOT é um acrônimo para “strengths, weaknesses, opportunities, and threats”: forças (ou pontos fortes), fraquezas, oportunidades e ameaças. Se organizarmos essas palavras em português, veremos que elas formam um outro acrônimo: FOFA.

A análise SWOT, ou análise FOFA, portanto, é uma análise do ambiente externo e interno da organização.

Os pontos fortes e as fraquezas de uma empresa são tidos como fatores que compõem o ambiente interno de uma organização – fatores que estão, portanto, sob o seu controle e podem ser ajustados com mais facilidade, como os seus funcionários ou mesmo os preços praticados pela loja.

As oportunidades e ameaças, por outro lado, são componentes do ambiente externo, e por isso mesmo estão fora do seu controle imediato. São as tendências de mercado, as estratégias utilizadas pelos concorrentes e qualquer outro fator que possa afetar a loja de maneira positiva ou negativa.

O objetivo de uma análise SWOT, então, é oferecer um mapa geral do funcionamento da loja. Cabe a você decidir o que fazer com esses dados e como utilizá-los para obter bons resultados.

É verdade que a análise SWOT ou FOFA costuma ser usada por empresas e marcas para determinar uma estratégia comercial, mas você sabia que também é possível fazer uma análise SWOT da sua carreira profissional?

Se você está se preparando para trilhar um novo rumo, mudar de emprego, começar a trabalhar remotamente ou então virar um empreendedor em tempo integral, uma análise FOFA pode ajudar você a determinar os riscos e os benefícios de tal mudança.

Agora que já definimos o que é análise SWOT, podemos passar para o nosso próximo tópico. 

Por que fazer uma análise SWOT/FOFA?

Com um leque tão grande de recursos e ferramentas que ajudam a identificar os problemas de uma empresa e um número ainda maior de apps e serviços que prometem soluções rápidas e práticas no mercado, é normal que você se pergunte qual a real relevância de uma análise SWOT.

Na verdade, a análise SWOT pode trazer diversos benefícios para a sua empresa – e o primeiro deles é uma visão detalhada da sua posição dentro do nicho com o qual está trabalhando e também da posição consolidada dos seus concorrentes.

Com esses dados em mãos, você pode determinar as áreas da loja que precisam ser otimizadas e os pontos que precisam ser aperfeiçoados para fazer a sua marca realmente se destacar.

O segundo benefício de realizar a análise SWOT de uma empresa é a flexibilidade.

Se feita com atenção e honestidade, a análise SWOT ou FOFA pode ajudar em toda e qualquer decisão estratégica, desde pequenos ajustes em campanhas de marketing já implementadas até decisões de grande impacto, como novas parcerias comerciais ou a contratação de um novo fornecedor.

Além disso, vale lembrar que a análise SWOT pode ajudar você a estudar futuros investimentos, a avaliar o desempenho dos seus funcionários e a determinar a venda de novos produtos.

Quando usar uma análise SWOT/FOFA

Existem inúmeros cenários nos quais uma análise SWOT ou FOFA pode ser útil.

O ideal é que ela seja utilizada logo nas primeiras etapas de planejamento e brainstorming de uma nova campanha ou grande mudança, como um novo recurso, nova campanha de marketing, nova abordagem e por aí vai.

Está pensando em fortalecer a presença da loja no Instagram, mas não sabe como implementar essa mudança? Uma análise SWOT pode ajudar a delimitar as opções viáveis.

A análise SWOT ou FOFA também pode ajudar você a encontrar respostas para perguntas como:

  • É necessário rever aquela estratégia de marketing de segmentação e fazer novos ajustes nos grupos de público-alvo?
  • Está na hora de explorar os benefícios de uma nova parceria comercial?
  • É viável adquirir um novo domínio para o site da loja?
  • Já é possível investir parte dos lucros da marca diretamente na loja?

A visão geral criada por uma análise SWOT pode ajudar você a determinar as mudanças que precisam ser feitas – e a tornar o processo de transição bem mais simples e menos agitado.

Como elaborar uma análise SWOT

Ok, agora que já vimos o que está por trás de uma análise SWOT ou FOFA, está na hora de discutirmos o passo a passo de como fazer uma análise desse tipo.

1. Crie o esqueleto visual da análise SWOT

A primeira etapa para criar uma análise SWOT ou matriz FOFA é, claro, criar o esqueleto do diagrama.

A nossa recomendação é a de utilizar 4 retângulos ou caixas do mesmo tamanho, cada uma com o título adequado. Na parte superior da tela, coloque os Fs: as forças e as fraquezas.

Na parte inferior, liste os Os e os As: as oportunidades e ameaças.

O modelo a seguir, por exemplo, vem do Canva:

É claro que, se você preferir, também pode criar o seu próprio diagrama – mas vale a pena considerar a utilização de diagramas e modelos já prontos.

Além de poupar um tempo considerável, esses modelos podem ser customizados ou estilizados para que fiquem de acordo com a identidade visual da marca, criando uma importante consistência interna para a loja.

Matriz FOFA da Sebrae:

Matriz FOFA da iSet:

Análise SWOT da Ideal Marketing:

Diagrama SWOT criado pela Luz Planilhas:

2. Determine o seu objetivo

Além de visualizar concretamente o seu diagrama para a análise SWOT, é essencial que você tenha um objetivo claro em mente.

Essa análise SWOT/matriz FOFA está sendo criada por conta de uma nova parceria importante? Para avaliar os benefícios de implementar um programa de afiliados? Para determinar qual rede social vai atuar como o espaço central da loja?

Uma vez estabelecido o objetivo, está na hora de partir para a próxima etapa.

3. Faça uma sessão de brainstorming

Reúna a sua equipe (ou os seus parceiros comerciais de confiança) para uma sessão de brainstorming.

Se você já tem uma equipe responsável por áreas como marketing, finanças e atendimento ao cliente, reúna os líderes de cada grupo e incentive todos a contribuírem com ideias próprias.

Não quer dizer logo de cara que a reunião foi convocada para fazer uma análise SWOT? Tudo bem: você pode simplesmente pedir que eles listem os pontos fortes e as fraquezas da marca – e identifiquem as ameaças e oportunidades pertinentes à área com a qual cada um trabalha.

Atenção: esta etapa é inicial, e por isso mesmo muitos dos elementos listados acabarão sendo descartados mais lá na frente. O importante é trabalhar em equipe para tentar encontrar soluções e pontuar problemas.

Depois que cada um fizer uma lista própria, você pode detalhar o que é análise SWOT e pedir que cada um explique, rapidamente, os elementos listados.

4. Especifique cada um dos quatro componentes

Análise SWOT de uma empresa: pontos fortes

Os pontos fortes, que compõem o primeiro F dos diagramas acima apresentados, incluem as vantagens das quais a sua marca desfruta dentro do mercado. Por exemplo:

  • Um excelente espaço físico ou então um domínio virtual de ponta;
  • Profissionais altamente especializados;
  • Uma marca consistente, interessante e com potencial de expansão.

Para determinar os pontos fortes da sua marca, avalie elementos como os termos de privacidade (eles conseguem preservar a loja e proteger os clientes?), as finanças internas (já fechou no vermelho algum mês?), a força do seu público-alvo (como anda a fidelização de clientes?) e qualquer outro aspecto relevante para o funcionamento da loja.

Perguntas para ajudar você a identificar os pontos fortes da loja

  • Qual é o elemento que mais aproxima a sua marca do público-alvo?
  • A marca possui algum atributo ou processo exclusivo para diferenciá-la dos concorrentes?
  • Você tem dinheiro suficiente para manter a loja funcionando sem entrar no vermelho?
  • Quais são os serviços especializados que a sua empresa pode oferecer?
  • O que é que você tem a oferecer que é tão diferente de tudo o que já existe no mercado?


Análise SWOT de uma empresa: oportunidades

Com os pontos fortes já delineados, é hora de seguir em frente com a construção da matriz FOFA e pontuar as oportunidades que podem se colocar no caminho da sua loja.

Como mencionamos lá em cima, antes de começarmos a mostrar como fazer análise SWOT, as oportunidades são componentes externos ao ambiente da empresa que podem impactar o seu funcionamento de maneira positiva.

Alguns exemplos concretos de oportunidades incluem:

  • Novos mercados ou nichos com grande potencial de lucro;
  • O desenvolvimento de uma nova tecnologia;
  • O aumento exponencial de um segmento do público-alvo.

Perguntas para ajudar você a identificar as oportunidades da loja

  • Existe uma demanda real dentro do mercado que está sendo ignorada pelas lojas do meu nicho?
  • A minha loja pode se beneficiar com a implementação de alguma nova tecnologia ou recurso de ponta?
  • Existe alguma nova tendência que passou despercebida dentro do meu nicho?
  • Existe possibilidade de crescimento ou expansão?

Matriz FOFA: fraquezas

Uma vez listados os pontos fortes e as oportunidades, você precisa passar para a parte mais desagradável da análise SWOT de uma empresa e começar a pontuar as fraquezas da marca.

As fraquezas, dentro de uma análise SWOT ou matriz FOFA, são os pontos fracos que existem no ambiente interno da sua loja – sobretudo aquelas áreas nas quais o desempenho da marca ficou bem abaixo do esperado.

Vai ver você está com um baixo número de vendas; com uma newsletter inconsistente ou sem conteúdos relevantes; um limite orçamentário que não permite a implementação de novas campanhas de marketing; ou mesmo avaliações negativas de clientes insatisfeitos.

É aqui, também, que a sessão de brainstorming vai se mostrar especialmente importante, pois os seus funcionários podem apontar elementos ou problemas que você talvez não tenha considerado.

Lembre-se: você tem controle sobre as fraquezas da loja, e por isso mesmo pode trabalhar para eliminá-las.

Perguntas para ajudar você a identificar as fraquezas ou pontos fracos da loja

  • Existe algum aspecto da sua marca que pode estar afetando negativamente as vendas?
  • Os seus clientes estão realmente satisfeitos com os produtos e serviços oferecidos?
  • A mensagem e os valores da marca foram comunicados com clareza?
  • Você tem objetivos bem-definidos?
  • Há espaço para melhorias no site da loja ou na construção da marca?
  • O que está impedindo a marca de atingir o seu verdadeiro potencial?
  • A infraestrutura interna da loja está funcionando bem ou pode ser otimizada?

Matriz FOFA: ameaças

Para concluir a análise SWOT de uma empresa, é necessário listar também as ameaças: condições externas que podem impedir ou atrapalhar o sucesso da sua marca.

Saber reconhecer essas condições é uma etapa crucial do como fazer análise SWOT, pois dessa forma você ganha o conhecimento necessário para construir um plano de contingência e minimizar o impacto desses fatores externos no funcionamento da loja.

Perguntas para ajudar você a identificar as ameaças da loja

  • Quais são as vantagens dos seus concorrentes?
  • Alguma mudança recente na economia ou nas regulamentações do país podem impactar negativamente a minha loja?
  • Os meus fornecedores são confiáveis?
  • O meu valor de frete/prazo de entrega pode ser impactado por novas regulamentações nacionais?
  • Algum valor da marca vai na contramão do sentimento geral do público-alvo?

5. Crie soluções

Chegamos à última etapa da criação de uma matriz FOFA: o que fazer depois da análise SWOT.

A ação imediata, claro, vai ser analisar os quatro componentes e começar a traçar estratégias que resolvam problemas e ampliem os bons resultados.

De um modo geral, é interessante tentar usar os pontos fortes da marca como ferramentas para eliminar as fraquezas. Se a sua loja tem uma boa reputação entre clientes adultos, por exemplo, invista nessas relações e crie vínculos ainda mais duradouros; se as suas campanhas de marketing para o público jovem estão no grupo das fraquezas, tente potencializar os atrativos da marca de outra forma, investindo nos pais e não nas crianças.

Outra estratégia importante é começar a neutralizar possíveis ameaças. Se a utilização de novas tecnologias pode ajudar você a conquistar uma vantagem competitiva, considere a implementação desse recurso o mais rápido possível: dessa forma, você fica um passo à frente da concorrência e ainda cria um diferencial importante para a marca.

Exemplo prático de uma análise SWOT/matriz FOFA

Já explicamos em detalhes o que é análise SWOT.

Já mostramos como fazer análise SWOT.

E já ficou bem claro que a análise SWOT é uma ferramenta que auxilia no diagnóstico dos ambientes externo e interno de uma loja.

Mas, só para garantir, achamos que seria uma boa ideia retomar o que é SWOT com um exemplo concreto.

A seguir, então, está a análise SWOT/matriz FOFA do McDonald’s, feito pela MyPharma.

Fonte: MyPharma

Como vemos pelo diagrama, uma das grandes forças do McDonald’s é o seu preço competitivo e a presença da marca como patrocinadora de grandes eventos – esforços que colocam a rede de fast food como presença constante na cabeça de um público-alvo imenso.

Além disso, a marca é capaz de transformar possíveis ameaças em oportunidades concretas de negócio: o novo movimento de consciência alimentar e ecológica pode abrir caminho para parecerias relevantes e lucrativas.

Bônus: algumas dicas adicionais

Aqui vão mais algumas dicas para ajudar a sua marca a atingir todo o seu potencial – a partir, claro, de uma análise SWOT:

  • Envolva profissionais e áreas importantes para o funcionamento da loja dentro do processo;
  • Deixe o ego de fora e incentive uma discussão honesta sobre o que pode ser melhorado;
  • Escreva sugestões em cartões ou Post-Its para agilizar a construção do diagrama;
  • Não se esqueça de atualizar a matriz FOFA com novos acontecimentos do mercado (um concorrente que fechou as portas; um novo produto anunciado na loja).

Tudo pronto para começar?

Todo e-commerce tem os seus pontos fortes e pontos fracos – e todos são afetados por oportunidades e ameaças vindas do mercado. É por isso que, ao descobrir o que é SWOT, você descobre também uma forma de construir um caminho mais forte para o sucesso.

Com uma análise SWOT/matriz FOFA em mãos, você ganha uma perspectiva mais clara das decisões que precisa tomar e do tipo de estratégia que vai ajudar a marca a evitar prejuízos. A importância da análise SWOT, então, é que ela possibilita a utilização de um planejamento estratégico para otimizar o desempenho da loja e maximizar os lucros ao final de cada mês.

E você, já fez uma análise SWOT da sua loja? Conte para a gente nos comentários!

Quer saber mais?

Nós usamos cookies para proporcionar uma experiência de navegação otimizada. Pedimos que clique no botão Aceitar para que possamos continuar a personalizar os conteúdos exibidos. Para mais informações, consulte a nossa Política de Privacidade.

Recusar